Tentar ser boa mãe na Era da Informação pode se tornar pesado. Saiba como ter mais equilíbrio na maternidade.

Tempo de leitura: 2 minutos

Ser mãe consciente na Era da Informação é um desafio!

Quando uma mãe quer fazer o seu melhor pelos filhos ou família, geralmente ela se mostra mais aberta a buscar informações, conselhos que possam apoiá-la nesta missão.

Através desta busca ela vai se tornando mais consciente dos hábitos do dia a dia, das suas ações e palavras que possam contribuir positivamente na educação e criação dos seus filhos.

Nestes tempos modernos, onde o acesso a informação é rápido e fácil e muitas vezes, até sem querer, as informações acabam chegando até nós, ser mãe consciente pode se tornar pesado.

Mãe consciente

É um Desafio receber tantas orientações sobre o que é ou não ser boa mãe e não ficar “doida” tentando dar conta de tudo… É um desafio saber dosar o que você ouve ou até mesmo já acredita ser o certo, mas que naquele momento de vida não é possível fazer. Lidar com a frustração, culpa, estresse, falta de tempo para você mesma, insegurança quanto a forma de educar, são alguns desafios que nós mães temos enfrentado diariamente.

Então minha amiga, precisamos encontrar um jeito para buscar fazer o nosso melhor, ter dedicação, carinho, mas reconhecer que não somos a “super mãe”. Reconhecer que, para cuidar dos outros, primeiramente precisamos cuidar de nós e nos sentir bem.

Recentemente o estudo da “Ciência do Início da Vida” vem nos alertando que a ligação entre a mãe e o filho na primeira infância é muito forte. Os filhos pequenos sentem o que estamos sentindo e não adianta querer esconder, porque eles já perceberam. E os maiores de sete anos, talvez já não sintam tanto a confusão interna da mãe, mas sentem e percebem desarmonias no ambiente, no lar.

Venho descobrindo que o segredo para ter equilíbrio na maternidade é termos calma e moderação. Termos calma e moderação nas nossas ações, nos nossos pensamentos, sentimentos e palavras.

Podemos por exemplo, buscar manter a calma quando a informação chegar e depois usar a moderação para fazer um filtro. Avaliar se aquilo é mesmo verdade e se faz sentindo para nós de acordo com os valores que temos para nossa família. E se fizer sentindo, avaliar se é possível para nós naquele momento.

É aquilo que chamo de “Pés no chão e cabeça no Alto”, serve para todos, mas na maternidade esse lema tem me servido ainda mais. E é por isto que coloquei como Slogan deste blog.

A calma também nos auxilia a aceitar aquilo que gostaríamos de ter ou estar fazendo, mas que naquele momento não é possível.

Então é isto, inspira, expira e não pira! Combinado?

Se você gostou deste texto, deixe um comentário, compartilhe com suas amigas! Isto auxilia o meu trabalho a ter progresso.

Você também pode gostar de: http://www.maecomcarinho.com/pensar-positivo/

Abraços com Carinho!

Comments

comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.